Trem que viajava a Chicago atinge caminhão e assusta mercados

Um trem que viajava para Chicago atingiu um caminhão no subúrbio de Mount Prospect, a noroeste da cidade, na manhã desta sexta-feira.

REUTERS

13 de maio de 2011 | 12h50

Notícias iniciais do acidente provocaram um breve momento de volatilidade nos mercados financeiros dos Estados Unidos, por temores de que haveria ligações com terrorismo.

Todo o tráfego ferroviário da linha noroeste Union Pacific ficou paralisado, segundo Mike Gillis, porta-voz do serviço de trens Metra.

Nenhuma morte foi registrada no período da manhã.

Segundo a polícia de Mount Prospect, ambulâncias foram enviadas ao local, mas detalhes de feridos ainda não estavam disponíveis.

Depois da morte do líder da Al Qaeda, Osama bin Laden, no Paquistão no início de maio, os seguidores do militante prometeram vingança, e na segunda-feira o Departamento de Segurança Nacional dos Estados Unidos e o FBI emitiram outro alerta sobre a possibilidade de ataques.

O único ataque planejado específico revelado pelas autoridades norte-americanas foi um plano supostamente elaborado em fevereiro de 2010 para atacar o sistema ferroviário dos EUA, visando descarrilar os trens em 11 de setembro de 2011, no 10o aniversário dos ataques da Al Qaeda contra Nova York e Washington.

Na manhã desta sexta-feira, homens-bomba atacaram uma academia paramilitar no Paquistão, matando 80 pessoas, em uma retaliação pela morte de Bin Laden.

(Reportagem de Mary Wisniewski e Andrew Stern)

Tudo o que sabemos sobre:
EUACHICAGOTREMACIDENTE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.