Eric Bolte/EFE/EPA
Eric Bolte/EFE/EPA

Trudeau vence eleição antecipada no Canadá, mas governo mantém minoria parlamentar

A disputa eleitoral acirrada contra a oposição conservadora frustrou o objetivo do Partido Liberal de aumentar o número de cadeiras na Câmara canadense

Redação, O Estado de S.Paulo

21 de setembro de 2021 | 04h43

MONTREAL - O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, saiu vitorioso da disputa eleitoral contra o candidato do Partido Conservador, Erin O'Toole, nesta segunda-feira, 20. Com o resultado, Trudeau continua no poder para o seu terceiro mandato, mas deve formar novamente um governo minoritário, segundo projeções da mídia local. 

Em conversa com apoiadores no final da noite, logo após O’Toole admitir a derrota, o primeiro-ministro declarou que os canadenses "escolheram o plano progressista". "Vocês estão nos mandando de volta ao trabalho com um objetivo claro de fazer o Canadá superar esta pandemia e ter dias melhores à frente", disse.

O primeiro-ministro ocupa o cargo desde 2015. A partir de 2019, porém, o Partido Liberal passou a ter minoria de assentos na Câmara canadense — para obter maioria na Casa é necessário ter pelo menos 170 das 338 cadeiras. 

Na tentativa de reverter esse quadro, Trudeau apostou na antecipação do pleito que deveria ocorrer somente em 2023. A decisão, tomada em agosto deste ano, foi apoiada em pesquisas que indicavam alta na popularidade entre os eleitores devido à condução do governo ao longo da pandemia da covid-19. 

O plano foi frustrado por uma corrida eleitoral acirrada, pautada por questões como a preservação ambiental e a política de vacinação. Pesquisas realizadas nas últimas semanas indicavam empate técnico com os conservadores. 

Com o resultado prévio desta segunda, a governabilidade de Trudeau continua a depender do apoio de outras legendas e de acordos para conseguir aprovações. Apesar da vitória já anunciada, a contagem dos votos restantes continua ao longo dos próximos dias. /COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.