Trump diz que 'talvez volte' à política para tentar Presidência dos EUA

Empresário acredita que Barack Obama está fazendo um péssimo trabalho na Casa Branca

Efe,

07 de julho de 2011 | 03h50

Trump havia anunciado em maio que não tentaria ser o nome republicano para as eleições de 2012    

 

  

PANAMÁ - O bilionário empresário americano Donald Trump afirmou na quarta-feira, 6, no Panamá que pode aspirar novamente, no futuro, à candidatura republicana à Presidência dos Estados Unidos.

"Talvez volte a buscar a candidatura presidencial. Depende dos republicanos, de quem seja nomeado e também de como vá a economia dos Estados Unidos", declarou Trump.

 

Trump, de 65 anos, anunciou oficialmente em maio que não tentará ser o nome republicano para as eleições presidenciais de 2012, pondo fim a meses de rumores sobre o assunto.

 

O empresário reconheceu na época que "os negócios são sua grande paixão" e que ainda não está "preparado para deixar o setor privado".

 

"Quando deixei a carreira" pela candidatura republicana à Presidência dos EUA "era o número 1, ia muito bem nas enquetes, mas tive que tomar uma decisão em um momento em que estava fazendo um programa de televisão muito bem-sucedido", sustentou o magnata.

 

Ao ser consultado sobre a crise americana, Trump reiterou suas críticas ao presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que, segundo ele, "está fazendo um péssimo trabalho" em nível econômico.

 

"Se as coisas mudarem, e mudarem rapidamente, então acho que os Estados Unidos terão um futuro brilhante", projetou Trump, que sugeriu ao governo democrata liderado por Obama que aplique como medida de emergência um "corte drástico" nos gastos públicos.

 

Nesse sentido, se mostrou contrário à aprovação da proposta de Obama para elevar o teto da dívida americana para desta forma obter fundos para cobrir as despesas do orçamento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.