Venezuela é 'santuário' para guerrilheiros das Farc, diz Bush

O presidente dos Estados Unidos,George W. Bush, disse nesta terça-feira que a Colômbia tem naVenezuela um vizinho "hostil", que já colaborou com "líderesterroristas" da guerrilha colombiana Farc, em mais um episódiode enfrentamento verbal entre Washington e Caracas. A Colômbia é o principal aliado do governo Bush na AméricaLatina, enquanto o presidente venezuelano, Hugo Chávez, é um deseus maiores críticos. As duas partes constantemente trocaminsultos em declarações públicas. "A Colômbia enfrenta um vizinho hostil e antiamericano naVenezuela, onde o regime forjou uma aliança com Cuba, colaboroucom os líderes terroristas das Farc e proporcionou um santuárioa unidades das Farc", disse Bush em uma cerimônia na CasaBranca. "Convêm aos Estados Unidos apoiar a Colômbia diante destaameaça, e a melhor maneira de fazê-lo é que o Congresso permitaa votação do Tratado de Livre Comércio com a Colômbia",acrescentou Bush no ato de comemoração do dia da independênciacolombiana, celebrado no domingo. Chávez chama os Estados Unidos de "neoliberalistas" echegou a classificar Bush como "diabo", entre inumeráveiscríticas e insultos. Bush defendeu a ajuda anual que os Estados Unidos dão àColômbia para combater o narcotráfico e a guerrilha das Farc, eelogiou o governo do presidente Alvaro Uribe pela diminuição daviolência e pelo rápido crescimento econômico do país. Além disso, afirmou que aprovar o Tratado de Livre Comércio(TLC) com a Colômbia também é importante por questões desegurança regional e para seguir combatendo as Forças ArmadasRevolucionárias da Colômbia (Farc), que os EUA consideram umgrupo terrorista. O tratado comercial foi firmado há um ano e meio, mas seencontra paralisado no Congresso norte-americano, controladopela oposição democrata, que expressou preocupações pelaimpunidade e pelo alto número de assassinatos de sindicalistasno governo de Uribe. (Por Adriana Garcia)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.