Vice de Obama visita Cheney e liga para líderes estrangeiros

Dick Cheney, considerado um dos vice-presidentes mais poderosos da história dos Estados Unidos, recebeu o vice-presidente eleito Joe Biden na quinta-feira para mostrar-lhe sua futura casa. Biden --com sua mulher, Jill, e Cheney, com sua mulher Lynne-- se encontraram no Observatório Naval de Washington, a residência oficial do vice-presidente, por cerca de 50 minutos. O presidente George W. Bush recebeu seu futuro sucessor Barack Obama na segunda-feira. Sob uma névoa fria e escura, os dois casais se cumprimentaram na entrada da residência e Cheney parabenizou Biden pela vitória. "Os Bidens agradecem aos Cheneys por recebê-los em sua casa e por sua hospitalidade", disse Elizabeth Alexander, porta-voz de Biden. Antes de entrar, Biden disse aos jornalistas que esteve anteriormente somente no salão central da casa, localizada a 3,2 quilômetros da Casa Branca. "Os Cheneys gostaram de levar os Bidens para conhecer a residência e lhes desejaram o melhor quando ela passar a ser o lar deles em janeiro", disse a porta-voz de Cheney Megan Mitchell. Biden também passou parte da semana retornando ligações de congratulações que recebeu de líderes estrangeiros, como o presidente afegão, Hamid Karzai, e o primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, segundo um porta-voz do grupo de transição. (Reportagem de Jeremy Pelofsky em Washington e Steve Holland em Chicago)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.