'Vocês nos acham estúpidos?', pergunta Obama a republicanos

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, relatou ter desafiado os republicanos a tentarem revogar sua reforma da saúde, o que teria acontecido numa conversa reservada sobre o orçamento, na semana passada.

STEVE HOLLAND, REUTERS

15 de abril de 2011 | 20h25

"Vocês nos acham estúpidos?", perguntou ele aos líderes da oposição, segundo contou Obama na quinta-feira à noite, num evento de arrecadação de fundos eleitorais para sua reeleição.

Descrevendo as negociações do orçamento a um grupo de simpatizantes, Obama disse que avisou aos republicanos que vetará qualquer tentativa de revogar a medida que ele implementou em 2010. Meses depois da reforma, o Congresso passou para a maioria republicana, mas a oposição precisaria de dois terços dos votos para derrubar um veto presidencial.

Os republicanos não escondem o desejo de revogar a reforma, e um assessor do presidente da Câmara, John Boehner, avisou a Casa Branca que a oposição exigiria concessões nesse campo para aprovar o orçamento.

"Se acham que podem derrubar meu veto, tentem", narrou Obama no relato. "Levei um ano e meio para aprovar a reforma da saúde. Precisei levar essa questão pelo país inteiro, e paguei custos políticos significativos para aprovar. Acham que eu vou deixar vocês desfazerem isso numa lei orçamentária de seis meses. (...) Vocês nos acham estúpidos?"

Os comentários de Obama em Chicago foram feitos depois que os jornalistas que cobrem a Casa Branca já haviam sido retirados da sala. Mas acidentalmente a declaração foi transmitida para a Casa Branca, e gravada pelos canais de TV CBS News e ABC News.

Jay Carney, porta-voz da Casa Branca, disse que Obama não ficou "de maneira alguma" constrangido com a divulgação das falas.

Na sexta-feira, Obama fez elogios públicos aos republicanos depois da aprovação do orçamento,

Um porta-voz de Boehner disse que "o presidente da Câmara acredita que suas conversas privadas com o presidente deveriam continuar privadas. Obviamente, se o presidente decide partilhar uma versão que serve a si próprio com doadores de campanha, é uma prerrogativa dele."

Tudo o que sabemos sobre:
EUAOBAMAESTUPIDOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.