Washington vê apenas 1 envolvido em mortes no Afeganistão

A Casa Branca expressou neste domingo sua preocupação por assassinatos de civis afegãos cometidos por um funcionário a serviço dos EUA, o que poderia inflamar as tensões entre os dois países e incitar represálias violentas.

REUTERS

11 de março de 2012 | 14h54

"Nós estamos profundamente preocupados com os relatos iniciais deste incidente e estamos monitorando a situação de perto", disse o Conselho de Segurança da Casa Branca, por meio da porta-voz Caitlin Hayden.

Apenas um soldado dos EUA parece ter sido envolvido no caso que resultou em mortes de civis afegãos, disse uma autoridade dos EUA sobre o mais recente incidente que deve abalar as relações EUA-Afeganistão e inflamar a opinião pública no Afeganistão.

O Ministério da Defesa afegão disse que as forças ocidentais mataram 16 civis no sul da província de Kandahar.

Um alto oficial dos EUA disse o secretário de Defesa, Leon Panetta, "ficou profundamente triste ao ouvir sobre o incidente e está monitorando de perto os relatórios do Afeganistão".

Altos senadores republicanos e democratas disseram que a situação é trágica, mas consideram que os EUA não devem mudar a política no Afeganistão.

"Acho que estamos no caminho certo para sair assim que pudermos", disse o senador Harry Reid à CNN.

Tudo o que sabemos sobre:
EUACASABRANCAAFEGAOATUA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.