22 rebeldes das Farc morrem em combate com a polícia na Colômbia

Confronto ocorreu próximo a fronteira com o Equador; insurgentes pertenciam à frente 48 da guerrilha

Efe,

19 de setembro de 2010 | 17h43

BOGOTÁ- Ao menos 22 guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) morreram neste domingo, 19, em combates com a Polícia colombiana.

 

O confronto ocorreu na localidade de San Miguel, perto da fronteira com o Equador.

 

O diretor da Polícia, general Óscar Naranjo segue hoje à região acompanhado do ministro da Defesa, Rodrigo Rivera, para avaliar a situação e fazer um balanço da operação.

 

Os enfrentamentos ocorreram próximos do rio San Miguel, no departamento (estado) de Putumayo.

 

Conforme as autoridades militares colombianas, os guerrilheiros mortos pertencem à frente 48 das Farc.

 

Essa facção é a mesma que atacou o quartel da Polícia da fronteira em 10 de setembro, quando 8 policiais morreram.

 

A ONU condenou na segunda-feira passada a utilização de cilindros de gás para atacar os postos da Polícia em San Miguel, a colocação de explosivos no corpo de um dos policiais mortos e a instalação de minas antipessoa durante a retirada.

 

O organismo indicou que isso poderia constituir-se em um "crime de guerra".

Tudo o que sabemos sobre:
FarcguerrilhaEquadorColômbia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.