31 policiais são presos no México por vínculos com tráfico

Ao todo, 123 oficiais foram detidos desde junho por envolvimento com sicários associados a um cartel de drogas

Agência Estado e Associated Press,

15 de setembro de 2009 | 10h09

A Polícia Federal do México prendeu na segunda-feira, 14, 31 agentes do Estado de Hidalgo, no centro do país, acusados de vínculos com um grupo de sicários associado a um cartel de drogas, segundo autoridades. A Secretaria de Segurança Pública federal afirmou em comunicado que os policiais municipais e estaduais foram detidos para executar uma ordem de apreensão de um juiz.

 

O caso é parte de uma investigação que, em junho, resultou na detenção de 92 agentes em Hidalgo, que dariam proteção ao grupo "Zetas", por sua vez aliado ao Cartel do Golfo. Segundo o texto, os 31 detidos responderão por formação de quadrilha e narcotráfico.

 

A secretaria afirmou que as primeiras denúncias em Hidalgo surgiram em outubro de 2008, após a prisão em um restaurante da capital de sete pessoas, que atuariam como contadores dos "Zetas". Com os suspeitos havia informação sobre pagamentos a agentes, em troca de proteção e apoio.

Tudo o que sabemos sobre:
México

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.