Afunda plataforma petrolífera que explodiu no Golfo do México

Motivo da explosão ainda é desconhecido; 11 dos 126 funcionários estão desaparecidos

22 de abril de 2010 | 18h07

Navios tentam combater fogo na plataforma na quarta-feira, 21.

 

Efe

 

WASHINGTON- A plataforma petrolífera que explodiu no Golfo do México na madrugada de terça para quarta-feira afundou nesta quinta-feira, 22, informou a Guarda Costeira dos Estados Unidos.

 

O acidente ocorreu em frente à costa do estado americano da Louisiana, a cerca de 75 km da cidade de Venice, e a Guarda Costeira continua buscando 11 dos 126 trabalhadores que estavam na plataforma no momento da explosão.

 

A explosão causou uma enorme coluna de fogo e fumaça que os serviços de emergência ainda não conseguem apagar.

 

A plataforma estava derramando 42.000 litros de petróleo, mas o fogo e a fumaça impediam os serviços de emergência de enviar os equipamentos necessários para tampar o escape. Agora que a plataforma afundou as equipes buscam conter o petróleo derramado.

 

Segundo a Guarda Costeira, dos 126 funcionários que trabalhavam na plataforma, fora os 11 dados por desaparecidos, 98 foram levados para terra em boas condições e o resto foi tratado por ferimentos de diferentes gravidades em hospitais da região.

 

O motivo da explosão ainda é desconhecido, mas está sendo investigado.

 

A plataforma Deepwater Horizon pertence à empresa suíça Transocean Ltd e extraía petróleo para a British Petroleum (BP).

 

A Deepwater Horizon tinha uma superfície de 132 metros de comprimento por 85 de largura e podia perfurar a uma profundidade de mais de oito quilômetros.

Tudo o que sabemos sobre:
plataformapetróleoMéxicoexplosão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.