Ahmadinejad chega a Venezuela para consolidar relação

Ahmadinejad chega a Venezuela para consolidar relação

Desde que assumiu o poder, em 2005, iraniano faz a quarta visita ao país presidido por Chávez

Efe

25 Novembro 2009 | 04h16

O presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, chegou a Caracas para cumprir uma visita oficial que tem como objetivo fortalecer a "sólida" relação bilateral, sustentada em duas centenas de acordos de cooperação e a promoção conjunta de um mundo "multipolar".

 

Ahmadinejad chegou às 22h10 (21h40 de terça-feira, hora de Brasília) ao aeroporto internacional de Maiquetía, nos arredores de Caracas, onde foi recebido pelo chanceler venezuelano, Nicolás Maduro.

Está previsto que o presidente venezuelano, Hugo Chávez, receba ao líder iraniano, quem realiza sua quarta visita à Venezuela desde que assumiu o poder em 2005.

 

Ao informar na última segunda-feira sobre esta visita, o chanceler Maduro qualificou de "intensa" a agenda que cumprirá Ahmadinejad na Venezuela, onde chegou procedente da Bolívia no marco de uma viagem regional na qual também visitou o Brasil.

 

A oposição venezuelana agrupada na chamada "Mesa de Unidade" repudiou na terça-feira, 24, e chamou de "indesejável" a nova visita ao país do presidente iraniano, a quem qualificou de "ditador" e a cujo regime acusou de ser contraditório "às tradições humanistas" da sociedade venezuelana.

 

Na segunda-feira, 23, a Confederação de Associações Israelitas da Venezuela (CAIV) expressou em comunicado seu "desgosto e contrariedade" pela viagem de Ahmadinejad por vários países da

América do Sul, com o argumento de que com a mesma se "legitima" um "regime duvidoso" pela forma na qual foi reeleito há uns meses o dirigente iraniano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.