Alba aprova sanções contra Governo de Micheletti

Resolução proíbe entrada ou permanência de responsáveis do golpe nos países da Aliança Bolivariana

Efe,

16 de outubro de 2009 | 22h10

A Aliança Bolivariana para as Américas (Alba) aprovou nesta sexta-feira, 16, a aplicação de "sanções econômicas e comerciais contra o regime golpista" de Honduras e a proibição da entrada ou permanência de responsáveis do golpe que levou Roberto Micheletti ao poder nos países do bloco.

 

A resolução foi aprovada por unanimidade na primeira sessão da sétima Cúpula Extraordinária da Alba, realizada na cidade boliviana de Cochabamba.

 

A proposta foi feita por Patricia Rodas, chanceler do presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya.

 

Rodas disse nesta sexta diante dos líderes dos países da Alba que o diálogo em seu país "foi defintivamente rompido".

Tudo o que sabemos sobre:
HondurasZelayaMichelettiAlba

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.