Alerta vermelho é decretado no Caribe de Honduras por tempestade 'Richard'

Tempestade tropical pode se transformar em furacão nas próximas horas

Efe

23 de outubro de 2010 | 21h21

TEGUCIGALPA - A Comissão Permanente de Contingências (Copeco) de Honduras declarou neste sábado, 23, "alerta vermelho" (emergência) em quatro departamentos caribenhos do país, diante da ameaça de que a tempestade tropical "Richard" se transforme em furacão.

 

O alerta segue por tempo indefinido nos departamentos de Atlántida, Colón, Islas de la Bahía e Gracias a Dios, enquanto o alerta amarelo (preventivo) se mantém em Olancho, Yoro e Cortés, indicou a Copeco em comunicado.

 

O titular da Copeco, Lisandro Rosales, disse a jornalistas que segundo relatórios do Centro Nacional de Furacões (NHC, na sigla em inglês) dos Estados Unidos, a tempestade tropical "Richard" poderia se transformar em furacão categoria um, na escala de intensidade de Saffir-Simpson, às 6h do domingo (horário de Brasília).

 

A essa hora, o fenômeno estaria afetando o setor de Cabo Camarón, no departamento de Colón, ao leste do país, acrescentou.

 

O fenômeno natural, transformado em furacão, poderia percorrer a costa caribenha de Honduras com ventos sustentados entre 119 e 153 km/h.

 

Outros fatores para que se tenha declarado alerta vermelho em quatro departamentos do Caribe hondurenho são os aumentos das ondas, os ventos em sequência e as fortes chuvas, acrescenta o boletim.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.