Aliado de Uribe vence eleições na Colômbia

Juan Manuel Santos obteve até o momento, 68,91% dos votos; somente 30% do eleitorado compareceu às urnas neste domingo

estadão.com.br

20 de junho de 2010 | 18h43

 

Juan Manuel Santos, candidato  à sucessão presidencial na Colômbia, deixa o seu voto na urna durante eleições neste domingo, 20

 

O candidato do governista Partido da União Nacional (Partido da U) Juan Manuel Santos obteve 69,05% dos votos no segundo turno das eleições presidenciais na Colômbia. Seu rival, ex-prefeito de Bogotá e candidato do Partido Verde Antanas Mockus recebeu 27,52%. Até o momento, 99,08% dos votos foram apurados, de acordo com o Registro Nacional (autoridade eleitoral).

 

Cerca de 30 milhões de pessoas foram às urnas votar neste domingo, 20. A votação teve um alto índice de abstenção, cerca de 30% do total dos convocados. Segundo o governo, as chuvas na maior parte do país e os jogos da Copa do Mundo contribuíram para dispersar a atenção dos colombianos.

 

De acordo com a rede colombiana Caracol, Santos alcançou até agora 8,9 milhões votos, cerca de cinco milhões a mais do Mockus (3,56 milhões), além de ganhar em 31 dos 32 departamentos da Colômbia.

O ex-ministro ganhou mais votos dos obtidos pelo presidente Alvaro Uribe nas eleições de 2006, quando conquistou a maioria absoluta no primeiro turno com 7,4 milhões de votos.

 

O Ministério da Defesa informou que sete policiais, três soldados e seis guerrilheiros foram mortos em combates e ataques foram isolados nas regiões de Norte de Santander e Meta, como parte de um plano que as FARC e o Exército de Libertação Nacional (ELN) para sabotar as eleições.

 

Após a campanha mais pacífica em décadas, o Governo montou um forte dispositivo de segurança, com mais de 350 mil policiais e militares para garantir a segurança em todo o território.

 

Com informações da EFE e Reuters

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.