Álvaro Uribe desafia líderes de guerrilhas a voltar à Colômbia

Presidente diz que seria 'muito bom' se 'bandidos' das Farc e ELN tivessem coragem de retornar ao país

Efe,

23 de março de 2009 | 18h16

O presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, visitou nesta segunda-feira, 23, uma zona fronteiriça com a Venezuela que foi atacada nos últimos dias pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e pelo Exército de Libertação Nacional (ELN). No local, ele desafiou os chefes das Farc e do ELN "a ter a coragem de voltar ao país."

 

Veja também:

linkPor dentro das Farc especial

linkHistórico dos conflitos armados na região  especial

 

O líder colombiano realizou um conselho de segurança em Tibú, nordeste, departamento do Norte Santander, para analisar a situação de ordem pública após os ataques das Farc dos últimos dias a essa zona e pediu de novo aos chefes do grupo e do ELN a retornar à Colômbia.

 

"Seria muito bom que bandidos como 'Grannobles', 'Antonio García', 'Pablo Beltrán' (chefes do ELN), 'Ivan Márquez' (das Farc) e companhia tenham a coragem de voltar ao país. Aqui estamos esperando esses bandidos", disse Uribe.

 

O presidente afirmou ainda que, durante o conselho de segurança, foi debatida a necessidade de melhorar os sinais de comunicação na zona e vincular as comunidades com a rede de voluntários da polícia. Além disso, examinou-se a necessidade de divulgar na área a política de recompensas para que os cidadãos denunciem as atividades das Farc e do ELN.

Tudo o que sabemos sobre:
FarcÁlvaro UribeColômbia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.