Ambientalistas chilenos protestam contra caça às baleias

Manifestação, diante da embaixada do Japão, teve como alvo a 'caça científica' que é feita pelo país asiático

Efe,

10 de janeiro de 2010 | 03h38

Organizações de defesa do meio ambiente e dos animais fizeram um protesto neste sábado, 9, em frente à embaixada do Japão em Santiago do Chile contra a caça de baleias e as práticas violentas das embarcações do país.

 

O protesto pacífico teve como alvo a frota de "caça científica" nas águas do Santuário de Baleias do Oceano Austral. Os ambientalistas pediram também ao Governo chileno que faça alguma coisa para impedir a matança ilegal na Antártida.

 

Foi lembrado que os japoneses caçaram apenas este ano mais de 8 mil baleias nas águas do santuário, inclusive mães com suas crias - o que é proibido pelas leis internacionais.

 

Este é o quinto protesto feito desde outubro para sensibilizar o governo da presidente Michelle Bachelet sobre o assunto, mas não houve resposta até agora.

 

Na última segunda, o Senado do Chile adotou por unanimidade um projeto que pede a Bachelet que tome medidas mais enérgicas contra a "caça científica" do Japão.

Tudo o que sabemos sobre:
baleiasJapãoChile

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.