América Latina se compromete a aumentar investimento na juventude

Entre os 23 acordos inscritos na 'Declaração de San Salvador', contempla-se também a necessidade de dar prioridade à 'integração social para prevenir a violência juvenil'

Efe,

13 de julho de 2011 | 03h28

SAN SALVADOR - O oitavo foro de ministros da América Latina chegou ao fim na terça-feira, 12, em El Salvador com a assinatura da "Declaração de San Salvador", na qual os países participantes se comprometeram a aumentar o investimento e a gerar mais oportunidades para a juventude.

 

A América Latina se comprometeu a adotar "as ações necessárias para proteger e aumentar o investimento na juventude da região", disse o ministro do Trabalho de El Salvador, Humberto Centeno.

 

O salvadorenho assinalou que entre os 23 acordos inscritos na Declaração de San Salvador se contempla também a necessidade de dar prioridade à "geração de oportunidades para a integração social para prevenir a violência juvenil".

 

Os países também se comprometeram a criar organismos multilaterais e bilaterais de cooperação para cumprir com os compromissos adquiridos no encontro.

 

Os ministros participantes acordaram ainda que o próximo foro do tipo acontecerá em 2013, em Honduras.

 

O oitavo encontro de Ministros Encarregados de Políticas de Desenvolvimento Social na América Latina durou dois dias e foi respaldado pela Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco).

 

Além dos ministros da América Latina, a reunião contou com a participação de organismos internacionais como a Organização Internacional do Trabalho (OIT) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), entre outros.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.