Americanos começam a deixar a Bolívia após crise política

60 cidadãos dos EUA atendem à recomendação do Departamento de Estado e partem em vôo para Lima

Efe,

17 de setembro de 2008 | 19h21

Diante da tensão política, 60 americanos chegaram nesta quarta-feira, 17, a Lima procedentes de La Paz, em um vôo habilitado pelas autoridades dos Estados Unidos para os cidadãos que atenderam à recomendação de abandonar a Bolívia.  Veja também:EUA irão começar a retirar seus cidadãos da BolíviaGoverno e oposição assinam trégua na BolíviaBolivianos se refugiam no AcreBolívia tem histórico de golpes e crises  Entenda os protestos da oposição na Bolívia Entenda o que é a Unasul  Enviada especial fala sobre trégua na Bolívia Enviada do 'Estado' mostra fim dos bloqueios Imagens das manifestações   Eles viajaram em um avião da agência de ajuda internacional dos EUA (USAID) que chegou a Lima e, de lá, foram transferidos de ônibus e escoltados por uma dezena de veículos da embaixada a um lugar que não foi precisado. Um porta-voz da embaixada dos EUA em Lima informou nesta quarta à Agência Efe que no total serão evacuadas 100 pessoas da Bolívia nas próximas horas e, por isso, se espera que ao longo do dia chegue à capital peruana os demais. O grupo que já chegou a Lima é formado por famílias completas que residiam em várias cidades bolivianas, segundo esclareceu a fonte consular. Na terça, o Departamento de Estado havia recomendado que os americanos não viajassem para Bolívia e aos que já estejam lá que saiam desse país, devido aos distúrbios e protestos derivados do conflito entre o governo e a oposição autonomista. 

Tudo o que sabemos sobre:
BolíviaEUAcrise na Bolívia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.