John Vizcaino//Reuters
John Vizcaino//Reuters

Após libertação de Moncayo, Farc fica com 21 reféns passíveis de troca

Guerrilha avisou que, de agora em diante, libertação de reféns só será feita com troca por prisioneiros do grupo

Efe,

30 de março de 2010 | 21h05

A libertação do sargento Pablo Emílio Moncayo, em poder das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) desde 21 de dezembro de 1997, reduziu nesta terça-feira, 30, para 21 o número de militares e policiais sequestrados considerados pela guerrilha como passíveis de troca por guerrilheiros presos.

 

Veja também:

linkMoncayo chega a Florencia após ser resgatado na selva colombiana

blog‘Os colombianos estão muito gratos aos militares brasileiros’

linkColômbia diz que TV venezuelana sabia coordenadas de resgate de Moncayo

mais imagens Galeria de fotos: Veja imagens do resgate

blog Blog: veja como foi a operação

 

O Governo colombiano, pelo contrário, cifra em 22 os sequestrados que podem ser incluídos em um acordo humanitário, acrescentando à lista o nome de Francisco Aldemar Franco Zamora, segundo-sargento do Exército, que de acordo dados do órgão estatal Fondelibertad foi capturado pelas Farc em 21 de março de 2009 no sul da Colômbia.

 

Moncayo foi entregue hoje pelas Farc a uma comissão humanitária em um ponto não revelado das selvas do sul da Colômbia e levado em um helicóptero brasileiro para Florencia, capital do departamento de Caquetá.

 

Deste modo, termina com sucesso a operação que começou no domingo passado com a libertação do soldado Josué Daniel Calvo, em cativeiro desde abril de 2009.

 

As Farc manifestaram à senadora Piedad Córdoba, líder da missão humanitária, que estas libertações foram as últimas que pensam em fazer de maneira unilateral e que, a partir de agora, os militares ainda em cativeiro só serão libertados por meio de uma troca humanitária com o Governo.

 

O presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, se mostrou disposto a aceitar o acordo humanitário com as Farc com a condição de que os guerrilheiros livres não voltem a cometer crimes.

 

Na opinião de Córdoba, a troca deve acontecer ainda durante o mandato presidencial de Uribe, ou seja, antes de 7 de agosto. Caso contrário, segundo ela, "seria difícil".

 

A lista de passíveis de troca fica agora, de acordo com as Farc, com os seguintes 21 militares e policiais colombianos:

 

- Libio José Martínez Estrada, segundo-cabo do Exército (capturado em 21 de dezembro de 1997)

 

- Luis Arturo García, primeiro-cabo do Exército (capturado em 3 de março de 1998)

 

- Luis Alfonso Beltrán Franco, primeiro-cabo do Exército (capturado em 3 de março de 1998)

 

- William Donato Gómez, tenente do Exército (capturado em 3 de agosto de 1998)

 

- Robinson Salcedo Guarín, primeiro-cabo do Exército (capturado em 3 de agosto de 1998)

 

- Luis Alfredo Moreno, primeiro-cabo do Exército (capturado em 3 de agosto de 1998)

 

- Harbey Delgado Argote, sargento do Exército (capturado em 3 de agosto de 1998)

 

- Luis Herlindo Mendieta, general da Polícia (capturado em 1 de novembro de 1998)

 

- Enrique Murillo Sánchez, capitão da Polícia, (capturado em 1 de novembro de 1998)

 

- César Augusto Lasso Monsalve (capturado em 1 de novembro de 1998)

 

- Jorge Humberto Romero, subintendente da Polícia (capturado em 10 de julho de 1999)

 

- José Libardo Forero Carrero, primeiro-cabo da Polícia (capturado em 10 de julho de 1999)

 

- Jorge Trujillo Solarte, subintendente da Polícia (capturado em 10 de julho de 1999)

 

- Carlos José Duarte Rojas, subintendente da Polícia (capturado em 10 de julho de 1999)

 

- Wilson Rojas Medina, subintendente da Polícia (capturado em 10 de julho de 1999)

 

- Álvaro Moreno, subintendente da Polícia (capturado em 9 de dezembro de 1999)

 

- Elkin Hernández Rivas, subintendente da Polícia (capturado em 14 de outubro de 1998)

 

- Edgar Yezid Duarte Valero, capitão da Polícia (capturado em 14 de outubro de 1998)

 

- Guillermo Javier Solórzano, capitão da Polícia (capturado em 4 de junho de 2007)

 

- Luis Alberto Erazo Maya, sargento da Polícia (capturado em 9 de dezembro de 1999)

 

- Salín Antonio San Miguel Valderrama, primeiro-cabo do Exército (capturado em 23 de maio de 2008)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.