Após ofensiva da polícia, Farc libertam japonês sequestrado

Um japonês que permaneceu sequestrado por quase cinco meses na Colômbia foi libertado no domingo em meio a uma operação da polícia para tentar resgatá-lo em uma região montanhosa no sudoeste do país, informou uma autoridade.

REUTERS

16 de agosto de 2010 | 07h48

Masao Tsutsui, de 69 anos, foi encontrado em boas condições por uma equipe especializada da Polícia Nacional na divisa entre os departamentos de Valle e Cauca, onde estava sendo tentado o resgate, disse o comandante da Polícia Metropoltana de Cáli, general Miguel Angel Bojacá.

Tsutsui foi sequestrado no fim de março pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) no povoado de Candelaria, no departamento de Valle, onde negociava venda de plantas e produtos agropecuários. Os rebeldes exigiam um resgate de 540 mil dólares, revelou Bojacá. O japonês vive na Colômbia há mais de três décadas e tem quatro filhos.

A autoridade garantiu que a família não pagou nenhum resgate.

O número de sequestros caiu consideravelmente na Colômbia nos últimos oito anos, durante as duas gestões do presidente Álvaro Uribe, que lançou uma ofensiva contra a guerrilha, apoiada pelos Estados Unidos, o que levou os rebeldes a se entrincheirarem em regiões montanhosas e de selva.

(Reportagem de Luis Jaime Acosta)

Tudo o que sabemos sobre:
COLOMBIAFARCJAPONESLIBERTADO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.