Apresentado projeto para que Uribe possa ser reeleito em 2014

Presidente colombiano foi eleito pela primeira vez em 2002 e reeleito em 2006; Legislativo estuda iniciativa

Efe,

23 de setembro de 2008 | 02h46

As legendas políticas partidárias ao presidente colombiano, Álvaro Uribe, entregaram nesta segunda-feira, 22, ao Congresso um projeto de reforma constitucional para permitir que o governante possa aspirar a uma nova reeleição no pleito de 2014. A iniciativa foi levada para consideração do Legislativo em Bogotá por uma dezena de congressistas da coalizão de governo, que já em 2006 promoveu com sucesso a continuidade de Uribe, dissidente liberal eleito pela primeira vez em 2002. O representante à Câmara Roy Barreras, do movimento Mudança Radical (CR), explicou em comunicado que este projeto de ato legislativo responde a uma proposta prévia do chefe do Estado. Uribe propôs na semana passada aos partidos que o respaldam que designem um candidato presidencial de unidade para as eleições de 2010, apesar de que estas mesmas legendas promovem um referendo para facilitar sua reeleição em 2010. O chefe do Estado foi reeleito em virtude de uma reforma constitucional promovida por ele e a mesma coalizão. No entanto, a emenda só permite a reeleição imediata por uma vez, limite que levou o Partido Social de União Nacional, mais conhecido como Partido do U e que reúne muitos dos partidários de Uribe, a promover outra reforma pela via do referendo. Barreras explicou que a nova iniciativa parlamentar deixa aberto o espaço para que em 2010 seja eleito um candidato que dê continuidade às políticas de Uribe, "permitindo ao Presidente descansar e voltar (a governar), se ele e o povo colombiano o considerarem".

Tudo o que sabemos sobre:
ColômbiaÁlvaro Uribe

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.