Argentina considera comentário da CIA 'irresponsável'

A Argentina criticou nesta quinta-feira o diretor da Agência Central de Inteligência dos EUA (CIA) por dizer que o país, junto com o Equador e a Venezuela, poderiam ser levados à instabilidade pela crise econômica mundial. Misturar Argentina com o Equador e a Venezuela, dois países liderados por governos de esquerda, contrários a Washington, aumenta as preocupações de Buenos Aires, onde a presidente Cristina Kirchner tenta evitar que a economia entre em estagnação. O ministro do Exterior argentino, Jorge Taiana, considerou os comentários feitos em Washington pelo diretor da CIA, Leon Panetta, "infundados e irresponsáveis, especialmente de um órgão que tem uma triste história de intromissão nos assuntos de países da região". Taiana disse que ele se encontrará na sexta-feira com o embaixador dos EUA no país, Earl Anthony Wayne, para exigir explicações. (Reportagem de Hugh Bronstein)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.