Argentina defende integração regional energética

O governo argentino ratificouneste sábado a necessidade de uma integração sul-americana paraunir esforços e evitar problemas no abastecimento de energia,frente ao crescimento da economia da região e à chegada de umforte inverno. Na abertura das sessões ordinárias do Congresso, apresidente Cristina Kirchner exortou o trabalho em conjunto dosgovernos de Brasil, Bolívia, Chile, Venezuela, Uruguai eParaguai para evitar maiores dificuldades. "Por ser um problema mundial de escassez de energia (...)devemos abordar a questão com muita seriedade. Temos claraciência de que a integração regional é o único caminhopossível", afirmou a presidente. Em meio a dúvidas de empresários argentinos, Kirchnerreiterou que não haverá problemas de abastecimento de energiano próximo inverno, ao contrário do que ocorreu em anosanteriores, quando diversas indústrias sofreram cortes nofornecimento de gás para evitar maiores problemas aosdomicílios. Teremos "mais energia" para "enfrentar o próximo inverno,sem riscos para nossa produção e para nossos investidores",enfatizou a presidente (Reportagem de Jorge Otaola)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.