Ataque de peixes carnívoros deixa ao menos 70 feridos na Argentina

Ao menos 70 pessoas ficaram feridas na Argentina devido ao ataque de um cardume de palometas, um peixe similar à piranha, quando tomavam banho em um rio para se refrescar durante uma onda de calor no país, informou o governo da cidade de Rosario.

Reuters

26 de dezembro de 2013 | 16h01

Uma menina de sete anos precisou amputar parte de um dedo, mas a maioria das vítimas sofreu lesões menores em consequência das mordidas, informou a um canal de TV local o diretor de emergências da cidade, Federico Cornier.

O ataque aconteceu na quarta-feira à tarde em uma praia de Rosario na margem do rio Paraná, a cerca de 300 quilômetros ao norte de Buenos Aires. Dezenas de pessoas estavam no local para se refrescar por causa do calor, que na região central da Argentina superava a casa dos 40 graus Celsius.

"Não é normal que aconteça. (É normal) alguma mordida isolada, um ferimento isolado. Neste caso foi de maior magnitude... Estamos diante de um fato excepcional", disse Cornier.

(Reportagem de Alejandro Lifschitz)

Tudo o que sabemos sobre:
ARGENTINAPIRANHASATAQUE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.