Autoridades colombianas prendem dez testas de ferro de capo do tráfico

Fazendas, casas e bens luxuosos dos detidos pertenciam na verdade ao traficante 'El Loco Barrera'

Efe,

08 de julho de 2010 | 23h07

BOGOTÁ- Em uma ronda que se estendeu por três departamentos (estados), as autoridades colombianas prenderam nesta quinta-feira, 8, dez pessoas supostamente integrantes da rede de testas de ferro do narcotraficante Daniel Barrera, conhecido como "El Loco Barrera".

 

O Escritório de Imprensa da Procuradoria detalhou que as autoridades realizaram 42 buscas simultaneamente em várias cidades dos departamentos de Meta (centro), Antioquia (noroeste) e Cundinamarca (centro).

 

A Procuradoria não divulgou os nomes dos presos nas operações, mas a imprensa local afirma que entre eles há vários familiares de "El Loco Barrera".

 

Em declarações a uma emissora de rádio, o procurador geral da Colômbia, Guillermo Mendoza, disse que três dos detidos na operação contra o narcotraficante tinham sido beneficiários do programa governamental Agro Ingresso Seguro (AIS).

 

O programa gerou um escândalo para o governo do presidente Álvaro Uribe, que outorgou subsídios agrícolas para pessoas que não precisavam do benefício, entre elas ex-misses.

 

Os capturados desta quinta são donos de fazendas pecuárias, comércios, casas, edifícios e carros luxuosos que na verdade pertenciam a Barrera.

 

O governo colombiano oferece uma recompensa de US$ 2,5 milhões para quem entregar informações que facilitem a prisão de Daniel Barrera, que também é paramilitar.

 

Há mais de um mês, foi preso na Argentina o colombiano Luis Agustín Caicedo Velandia, conhecido como "Lucho", um dos sucessores na liderança dos cartéis de Medellín e Cali.

 

As provas recolhidas indicam que "El Loco Barrera", assim como os irmãos Javier Antonio e Luis Enrique Calle Serna, aparecem no segundo escalão de uma estrutura mafiosa encabeçada por "Lucho".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.