Autoridades encontram 54 corpos em valas comuns no México

Autoridades mexicanas disseram nesta quarta-feira que encontraram 54 corpos enterrados de maneira clandestina em várias fazendas em um vilarejo no oeste do país, uma região de intensos conflitos entre cartéis do narcotráfico.

Reuters

27 de novembro de 2013 | 21h28

Os corpos foram localizados dentro de 28 valas no município de La Barca, entre os Estados de Michoacán e Jalisco, onde organizações criminosas, como Caballeros Templarios, o cartel de Jalisco Nueva Generación e a Família Michoacana travam disputas sangrentas.

As escavações começaram há quase duas semanas após a detenção de 25 policiais municipais supostamente ligados ao cartel Nueva Generación. Eles continuam dando informações que permitiram localizar mais valas com corpos de rivais assassinados.

"Todos os corpos estão nos serviços forenses ... a primeira ação será a necrópsia para determinar o tempo, causa da morte e ter os elementos para identificá-los", disse à Reuters uma fonte da Procuradoria-Geral da República.

Desde o início dos trabalhos, a informação é de que a maioria dos cadáveres havia sido mutilada e que outros corpos estavam amordaçados ou tinham sinais de tortura.

"Alguns corpos foram achados somente em partes, outros são ossos que têm muitos anos", acrescentou a fonte.

Cada vez mais valas têm sido encontradas no México desde que o governo do ex-presidente Felipe Calderón declarou em dezembro de 2006 uma guerra contra o narcotráfico e mobilizou dezenas de milhares de militares para combater os criminosos.

(Reportagem de Lizbeth Diaz)

Tudo o que sabemos sobre:
MEXICOCADAVERESCARTEIS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.