Avião cai em bairro populoso de Santiago e mata 8 pessoas

Aeronave da polícia cai em praça em que idosos e crianças brincavam; seis estavam a bordo do equipamento

Agência Estado e Associated Press,

27 de fevereiro de 2008 | 11h59

Um avião de pequeno porte da polícia chilena caiu nesta quarta-feira, 27, em um bairro densamente povoado de Santiago, provocando a morte dos seis ocupantes da aeronave e de duas pessoas em terra, informaram a Força Aérea e a prefeitura local. Pelo menos cinco pessoas ficaram feridas. O avião, um Cessna, caiu numa praça onde idosos e crianças praticavam esportes em Peñalolén, bairro situado nas proximidades de um aeroclube. Uma nota da agência local de aviação civil informa que o piloto, capitão Luciano Castro, e os cinco passageiros a bordo morreram na queda. O administrador de Peñalolén, Claudio Orrego, informou que "no momento da queda se realizava uma aula de ginástica" na praça. De acordo com ele, além das seis pessoas mortas no avião, duas pessoas morreram e cinco ficaram feridas em terra. O general de polícia Jorge Rojas avaliou que "o piloto não tinha espaço para um pouso de emergência e sua perícia evitou que a queda ocorresse numa área residencial".

Mais conteúdo sobre:
AcidenteChile

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.