Bachelet confirma reunião sobre Bolívia na 2a-feira

A presidente chilena, MichelleBachelet, confirmou neste sábado que convocou os presidentes daUnião de Nações Sul-Americanas (Unasul) para uma reunião deemergência na segunda-feira, em Santiago, com o objetivo deanalisar a tensa situação na Bolívia. Na noite de sexta-feira, o presidente venezuelano, HugoChávez, aliado do boliviano Evo Morales, fez o anúncio doencontro e confirmou participação. Na tarde deste sábado, um porta-voz da presidênciaargentina assegurou que Cristina Kirchner também participará dareunião. "Ainda estou conversando com todos os presidentes, masconvocamos para segunda-feira, depois do almoço, uma reunião deemergência em Santiago", disse Bachelet a jornalistas. Ela acrescentou que o encontro buscará "uma atitudepositiva, construtiva, que permita buscar o apoio aos esforçosdo povo boliviano, do governo boliviano, em busca de umagarantia do processo democrático e da estabilidade e da paz naBolívia". Uma onda de violência contra o presidente Evo Morales tomouconta da Bolívia nos últimos dias, deixando pelo menos 15mortos. A Unasul é formada por Argentina, Bolívia, Brasil, Chile,Colômbia, Equador, Guiana, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai eVenezuela. (Por Mónica Vargas)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.