Bento XVI receberá em audiência mãe de Ingrid Betancourt

Encontro acontecerá em fevereiro e será centrado na discussão do caso dos reféns das Farc

Efe,

24 de janeiro de 2008 | 00h55

O papa Bento XVI receberá no início de fevereiro Yolanda Pulecio, mãe da ex-candidata presidencial colombiana Ingrid Betancourt, seqüestrada pela guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) em fevereiro de 2002. Veja também: Na Colômbia, 29 guerrilheiros das Farc deixam as armas O anúncio do encontro foi feito pela própria mãe da ex-candidata presidencial. Pulecio disse à agência Efe em Bogotá que ainda é preciso definir o dia exato da reunião, que será centrada na discussão do caso dos reféns das Farc. A visita está sendo coordenada de Roma, por setores do governo da Itália e também da Câmara dos Deputados, acrescentou a mãe da ex-refém, que mantém uma intensa atividade no exterior em favor da libertação de sua filha. A mãe da política colombo-francesa disse que a preparação do encontro com o papa está contando com a participação do núncio apostólico na Colômbia, Aldo Cavalli, com quem se reunirá na próxima sexta-feira, em Bogotá. "Vou a viajar para Roma em 3 de fevereiro", revelou Yolanda Pulecio, que também tem em sua agenda manifestações de solidariedade com os seqüestrados na Colômbia, organizadas em Roma e em Bolonha.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.