Pablo Martinez Monsivais/arquivo AP
Pablo Martinez Monsivais/arquivo AP

Bill Clinton e George W. Bush se unem em favor do Haiti

Ex-presidentes se declararam 'satisfeitos' em ajudar país; pedir auxílio a ex-mandatários é comum nos EUA

Efe,

14 de janeiro de 2010 | 21h53

Os ex-presidentes dos Estados Unidos Bill Clinton e George W. Bush afirmaram nesta quinta-feira, 14 que, a pedido do atual chefe de Estado, Barack Obama, se somarão aos esforços humanitários para ajudar o Haiti, devastado por um terremoto na terça-feira.

 

Segundo a Casa Branca, Obama falou com Clinton e Bush na quarta-feira e pediu-lhes que participem dos esforços que os EUA lideram no Haiti para ajudar nos trabalhos de resgate e de reconstrução do país.

 

Veja também:

link Cruz Vermelha arrecada US$ 3 milhões por celular para o Haiti

link É um momento que pede nossa liderança, diz Obama sobre Haiti

link Clooney fará teleton para ajudar vítimas no Haiti

Em nota conjunta, Clinton e Bush se declararam "satisfeitos" por atenderem ao apelo de Obama para "liderar os esforços de arrecadação de fundos junto ao setor privado".

 

"Nos próximos dias e semanas, apontaremos as

VEJA TAMBÉM:
\"especial\" Tragédia e destruição no Haiti
\"especial\" Os piores terremotos na América Latina
\"especial\" Os piores terremotos da década
blog Blog: repercussão em tempo real
blog População do Haiti se comunica com mundo via Web
\"som\" Representante da OEA fala do tremor
\"mais A tragédia em imagens
\"lista\" Leia tudo que já foi publicado
várias formas como os cidadãos e as empresas americanas poderão ajudar na urgente resposta às necessidades do povo haitiano", destaca o comunicado.

 

Os dois ex-presidentes também ressaltaram o longo histórico dos EUA na hora de demonstrar "compaixão e generosidade" diante das tragédias alheias.

 

"Agradecemos o povo americano por socorrer nossos vizinhos do Caribe neste momento de sofrimento e na reconstrução da nação" haitiana, afirmaram ambos.

 

A ideia de pedir ajuda a ex-presidentes diante de situações calamitosas não é nova nos EUA. Bush fez o mesmo depois do tsunami que devastou o sul da Ásia em 2004, quando Clinton e Bush pai se somaram aos esforços humanitários da época.

Tudo o que sabemos sobre:
ClintonBushObamaajudaHaiti

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.