Bolívia estabelece relações diplomáticas com a Líbia

A Bolívia e a Líbia estabeleceramrelações diplomáticas na quarta-feira, visando fortalecer acooperação entre seus governos socialistas e abrir perspectivasde investimento. O documento foi assinado pelo ministro boliviano deRelações Exteriores e Cultos, David Choquehuanca, e pelodiretor-geral da chancelaria líbia para as Américas, MohamedMatri. O governo de Muammar Khadaffi tem um fundo de 80 bilhões dedólares para investir na América Latina, e Matri disse que aBolívia deve ser um dos países beneficiados. Em nota, a Bolívia disse que as relações bilaterais sefundam sobre "a base da igualdade, do respeito mútuo àsoberania, independência e integridade territorial, assim comoa não-intervenção nos assuntos internos de cada país." A oposição de direita ao governo de Evo Morales criticou aaproximação com Trípoli, argumentando que ela pode afetar oprestígio internacional da Bolívia. A Líbia passou anos sendoacusada pelos EUA e União Européia de patrocinar o terrorismo,mas nos últimos anos vem normalizando suas relações com omundo. O governo de Morales também estabeleceu relaçõesdiplomáticas com o Irã e pretende fazê-lo com a Coréia doNorte. No sábado, o presidente participou da assinatura de umconvênio com o Irã para a construção de duas fábricas decimento, e disse que em breve irá a Teerã retribuir a visitafeita no ano passado por seu colega Mahmoud Ahmadinejad. (Por Ana María Fabbri) REUTERS CM

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.