Bolívia inaugura estátua de Che feita de sucata

Obra pesa entre seis e sete toneladas e foi elaborada pelo escultor boliviano Félix Durán

EFE,

05 de julho de 2008 | 17h45

Uma estátua do guerrilheiro Ernesto "Che" Guevara, com cerca de sete metros de altura e feita de sucata, foi inaugurada neste sábado, 5, na cidade boliviana de El Alto. A obra do escultor boliviano Félix Durán, conhecido como Tupa, pesa entre seis e sete toneladas e foi inaugurada por autoridades do governo na Plaza de la Liberación, na entrada de El Alto, a cidade mais pobre do país. A peça, colocada no alto de um pedestal de concreto, tem um de seus pés sobre o dorso de uma águia, em uma das mãos carrega um fuzil e na outra uma pomba, que representa a paz.  A idéia surgiu da Fundação Guevara, presidida por Antonio Peredo, senador do Movimento ao Socialismo (MAS), e patrocinada por outros políticos de esquerda. A estátua foi construída em homenagem ao 80º aniversário do nascimento do "comandante heróico", como descreve a legenda ao pé da estátua. O vice-ministro da Coodernação de Movimentos Sociais, Sacha Llorenti, inaugurou a obra como representante do presidente Evo Morales, e disse que ela simboliza não apenas a derrota do imperialismo, mas também a dignidade dos povos da América Latina, segundo a Agência Estatal de Informação boliviana.  O ministro Alfredo Rada e os embaixadores de Cuba, Costa Rica, México e China também participaram do ato.

Tudo o que sabemos sobre:
Che GuevaraBolívia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.