Bolívia prevê extradição de Sánchez de Lozada em fevereiro

O governo esquerdista de Evo Moralesdeve pedir formalmente em fevereiro aos Estados Unidos aextradição do ex-presidente boliviano Gonzalo Sánchez deLozada, disse na sexta-feira o embaixador do país sul-americanoem Washington. La Paz acusa o ex-presidente, radicado nos EUA, de serresponsável por dezenas de mortes ocorridas durante violentosprotestos em 2003, quando ainda estava no cargo. "Estimamos que neste mês, ou no máximo nas duas primeirassemanas de fevereiro, poderemos apresentar essa solicitação deextradição", disse o embaixador Gustavo Guzmán a jornalistas. Ele disse que está à espera de documentos enviados daBolívia para serem entregues ao Departamento de Estadonorte-americano. "Neste caso, diferentemente de uma solicitação anterior aoDepartamento de Estado, temos certeza de que os EUA se vêemobrigados a se pronunciar, já que temos um tratado firmado deextradição entre os dois países." (Por Adriana Garcia)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.