Bomba explode diante de casa de cubanos em Caracas; sem feridos

Uma bomba de baixo impacto foi detonada na capital venezuelana de Caracas na madrugada desta sexta-feira, informaram altos funcionários locais. Não houve feridos ou danos materiais graves, disseram eles.

REUTERS

27 de agosto de 2010 | 11h29

A bomba explodiu em Chacao, uma região rica no leste da cidade, em frente à residência de vários médicos cubanos que integram os programas sociais impulsionados pelo governo do presidente Hugo Chávez.

"Uma forte explosão... em frente à residência dos médicos cubanos. A polícia interditou o lugar. Parece um pequeno artefato explosivo", disse o prefeito de Chacao, Emílio Graterón, em sua conta no Twitter.

"Só danos menores em uma parede, não foram observadas consequências maiores", acrescentou.

A Venezuela está envolvida em uma campanha para importantes eleições legislativos no dia 26 de setembro que, além de pôr à prova a popularidade de Chávez, definirão se o presidente socialista poderá manter sua maioria na Assembleia Nacional.

Opositores têm criticado a presença de médicos e profissionais cubanos no país, alegando que eles pretendem ajudar o presidente a instaurar um modelo semelhante ao de Cuba.

(Por Eyanir Chinea)

Tudo o que sabemos sobre:
VENEZUELACARACASBOMBA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.