Bomba explode em sede de partido opositor em Honduras

No momento do atentado, sede estava vazia; segundo a polícia, bomba era feita de explosivo plástico

Efe,

21 Novembro 2009 | 18h29

Uma bomba explodiu neste sábado, 21, na sede do opositor Partido Nacional em El Progreso, no norte de Honduras, mas não deixou feridos, informou uma fonte da formação política. A explosão deixou o portão "destruído, fora de sua base", disse à rádio HRN Ricardo Bermúdez, candidato a deputado pelo Partido Nacional, pelo departamento de Yoro.

 

Veja também:

linkMicheletti ratifica renúncia temporária após consultas

link ''Brasil não reconhecerá eleição hondurenha'', garante Garcia

lista Entenda a crise e os principais pontos do acordo

especial Especial: O impasse em Honduras   

 

No momento do atentado, em tornos das 07h45 locais (11h45, no horário de Brasília), "nenhum de nossos ativistas estava na sede" e o vigilante tinha saído para comer, disse Bermúdez. O político acrescentou que, segundo relatórios preliminares da Polícia Nacional, a bomba, lançada por desconhecidos, era composta por um "explosivo plástico".

 

O candidato considerou que, mais que danos materiais, com este atentado seus autores tentam "amedrontar os cidadãos" com a intenção de que não vão às urnas nas eleições que serão realizadas na semana que vem.

 

"Esses poucos (que rejeitam as eleições) estão tentando amedrontar as pessoas para que não vão às urnas, mas isso não vai acontecer, o povo hondurenho não vai se amedrontar, gosta viver em paz", afirmou.

 

O presidente deposto Manuel Zelaya e a frente de resistência que exige sua restituição no cargo convocaram um boicote às eleições, mas afirmam que sua luta é pacífica.

Mais conteúdo sobre:
Honduras bomba

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.