Bomba explode na Embaixada brasileira no Chile

Explosão na madrugada desta quarta não deixa feridos; ataque foi registrado por câmeras de segurança

Associated Press e Efe,

06 de agosto de 2008 | 08h35

A Embaixada do Brasil em Santiago foi atingida nos primeiros minutos desta quarta-feira, 6, pela explosão de uma bomba, informou a mídia chilena. A polícia local informou à Rádio Cooperativa que não houve vítimas no incidente.   Veja também: Chile nega motivação política em explosão na embaixada   A explosão não provocou danos materiais de grande porte, apenas estilhaçando alguns vidros. Até o momento, nenhum grupo ou indivíduo reivindicou a autoria do atentado. Moradores da região central de Santiago, onde situa-se am embaixada brasileira, informaram à mídia local que viram um homem fugindo da região momentos antes da explosão.   O atentado ocorreu às 0h20 (1h20 de Brasília) e alguns moradores do edifício da frente viram um indivíduo fugindo a pé do local. "Sentimos um forte barulho, pensamos que era um acidente, mas, quando fomos observar, vimos que havia muita fumaça e uma pessoa estava escapando para o sul", disse José Tobar, um dos moradores do imóvel, à rádio Cooperativa.   A polícia afirmou que o incidente foi captado por uma câmera de segurança do edifício, por isso conta com algumas pistas para a investigação.   Um oficial dos Carabineiros disse aos jornalistas que a bomba era de fabricação caseira e que, no local, não foi encontrado nenhum panfleto relacionado a algum grupo que possa ser responsável pelo atentado.

Tudo o que sabemos sobre:
BombaChileBrasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.