Maurício Orjuela/Efe
Maurício Orjuela/Efe

Bombardeio mata 2 chefes das Farc antes de negociações de paz

Uma das vítimas é sobrinho de Pastor Alape, um dos sete membros do secretariado das Farc, instância máxima da organização

Reuters

27 de setembro de 2012 | 18h46

BOGOTÁ - Dois chefes da guerrilha Farc, inclusive um parente de um dos principais comandantes do grupo, morreram em um bombardeio na quinta-feira, 27, numa nova demonstração de que o governo mantém sua ofensiva militar às vésperas do início de um processo de paz.

Veja também:

linkAcordo com as Farc na Colômbia não encerraria violência, diz estudo

linkPresidente da Colômbia espera acordo de paz com as Farc em 2013 

O ministro da Defesa, Juan Carlos Pinzón, disse que Efrayn González Ruiz, comandante das frentes 35 e 37 das Forças Amadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), e Jonathan Lascarro, que dirigia uma unidade móvel do grupo, foram mortos nos arredores da localidade de El Bagre, no Departamento de Antioquia.

Pinzón disse que Lascarro era sobrinho de Pastor Alape, um dos sete membros do secretariado das Farc, máxima instância da guerrilha marxista. Outros seis guerrilheiros morreram, e cinco foram presos, segundo o ministro.

O governo do presidente Juan Manuel Santos e as Farc decidiram iniciar em outubro um novo processo de diálogo para tentar encerrar quase cinco décadas de guerra civil na Colômbia. Não há previsão de cessar-fogo durante as negociações.

Tudo o que sabemos sobre:
COLOMBIAFARCMORTES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.