Bombeiros lutam contra incêndio em Lima

O acidente aparentemente não causou mortes, mas deixou vários bombeiros feridos

EFE,

03 de novembro de 2007 | 02h43

Os bombeiros voluntários do Peru lutam para apagar um grande incêndio que destruiu nesta sexta-feira, 2, duas galerias comerciais no centro de Lima, informou à EFE um porta-voz das equipes de resgate. O acidente aparentemente não causou mortes, mas deixou vários bombeiros feridos. O fogo começou por volta das 16 horas (19 horas de Brasília), na galeria Center Geraldine. Na mesma região houve outro incêndio em 2001, no qual morreram 280 pessoas. O diretor regional para Lima do Instituto de Defesa Civil, James Atkins, afirmou à emissora "CPN" que o incêndio era "previsível", já que os shoppings da parte antiga da capital têm, em muitos casos, problemas de conexões elétricas clandestinas. O ministro da Saúde, Carlos Vallejos, informou aos jornalistas que não há informação sobre mortos. Mas os bombeiros disseram que ainda vão verificar os porões antes de um relatório definitivo. A luta contra o fogo foi afetada pela falta de água e pela insistência dos comerciantes em entrar nas galerias para recuperar suas mercadorias arriscando suas vidas.

Tudo o que sabemos sobre:
FOGOACIDENTEFERIDOS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.