Brasiguaios pedem ajuda de Lula em fazendas no Paraguai

Sem-terra paraguaios impedem plantio e colheita de soja; Lugo assegura que brasileiros não serão expulsos

Agências internacionais,

15 de outubro de 2008 | 18h54

Cerca de 40 colonos brasileiros dedicados à plantação de soja no Paraguai pediram nesta quarta-feira, 15, a atuação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva como mediador de uma crise na qual camponeses sem-terra impedem o plantio e a colheita. Paulo Schuster, proprietário de uma fazenda em Santa Rosa del Monday, no Estado paraguaio de Alto Paraná, 400 quilômetros ao leste de Assunção, disse a uma rádio local que os colonos acreditam que devem ser "socorridos" pelo governo brasileiro. Veja também:Sem-terra paraguaios invadem fazenda de brasileiros Schuster, porta-voz de um grupo de algumas dezenas de colonos, disse que o pedido de mediação a Lula foi entregue ao prefeito de Foz do Iguaçu, no Estado brasileiro do Paraná, que faz divisa com Alto Paraná. Nenhum porta-voz do governo paraguaio se manifestou sobre o assunto. Por sua vez, Ernesto Benítez, um dos líderes do movimento de esquerda Produtores de São Pedro-Norte, disse ontem durante um painel organização pela Universidade Católica de Assunção que o grupo vai "recuperar a soberania paraguaio, expulsando os invasores brasileiros." Ainda nesta quarta, o presidente do Paraguai, Fernando Lugo, garantiu nesta terça-feira que "não há qualquer intenção de expulsar os "brasiguaios" de seu país. A declaração do presidente veio em resposta à preocupação do governo brasileiro a respeito dos produtores "brasiguaios" supostamente perseguidos por dirigentes camponeses paraguaios, que os acusam de ocupar as terras de pequenos agricultores locais. "A grande maioria dos brasiguaios já são paraguaios arraigados", disse Lugo, lembrando-se das primeiras levas de brasileiros que se estabeleceram nas áreas rurais localizadas na fronteira entre os dois países. Por outro lado, o presidente indicou que existem brasileiros com problemas de documentação, mas assegurou que seu governo fará o possível para regularizar a situação desses ilegais.

Tudo o que sabemos sobre:
Paraguaisem-terra

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.