Brasil aplicará 'medidas de reciprocidade' à Venezuela, diz Itamaraty

Em nota divulgada, governo brasileiro afirma que aplicará 'medidas correspondentes' à declaração do embaixador do País na Venezuela, Ruy Pereira, como persona non grata

Lu Aiko Otta, O Estado de S. Paulo

23 de dezembro de 2017 | 17h59

Em nota divulgada há pouco, o governo brasileiro afirma que aplicará “medidas de reciprocidade correspondentes” à declaração do embaixador do País na Venezuela, Ruy Pereira, como persona non grata.

“O governo brasileiro tomou conhecimento de declaração de ex-chanceler venezuelana de que o governo desse país teria decidido declarar o embaixador do Brasil em Caracas 'persona non grata'. Caso confirmada, essa decisão demonstra, uma vez mais, o caráter autoritário da administração Nicolás Maduro e sua falta de disposição para qualquer tipo de diálogo. O Brasil aplicará as medidas de reciprocidade correspondentes”, diz a nota.

++ Venezuela declara embaixador brasileiro 'persona non grata'

Na tarde deste sábado, a presidente da Assembleia Constituinte venezuelana, Delcy Rodríguez, deu uma entrevista anunciando que Ruy Pereira, responsável pela embaixada brasileira no país, agora é 'persona non grata'. Assim Pereira não poderá mais continuar na Venezuela exercendo seu cargo em Caracas. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.