Buscas por trabalhadores de plataforma petrolífera que explodiu são suspensas

Segundo Guarda Costeira dos EUA, acredita-se que 11 desaparecidos estejam mortos

23 de abril de 2010 | 19h35

Barcos com bombas tentam conter petróleo espalhado pela plataforma que afundou

 

Reuters e Associated Press

 

HOUSTON- A Guarda Costeira dos Estados Unidos suspendeu nesta sexta-feira, 23, a busca por 11 funcionários desaparecidos de uma plataforma petrolífera que afundou na quinta, após ter explodido nesta semana.

 

Veja também:

linkAfunda plataforma petrolífera que explodiu no Golfo do México

 

A plataforma no Golfo do México afundou depois de ter explodido na terça. Acredita-se que os 11 funcionários desaparecidos estejam mortos, segundo a Guarda Costeira.

 

De acordo com autoridades, equipes de busca passaram três dias procurando em uma vasta área ao redor da plataforma de propriedade da Transocean Ltda., mas não conseguiram achar os desaparecidos.

 

Segundo a Guarda Costeira, dos 126 funcionários que trabalhavam na plataforma, fora os 11 dados por desaparecidos, 98 foram levados para terra em boas condições e o resto foi tratado por ferimentos de diferentes gravidades em hospitais da região.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.