Caixão de Chávez é levado às ruas e multidão chora sua morte

O caixão com o corpo do presidente venezuelano, Hugo Chávez, foi levado do hospital militar às ruas de Caracas, nesta quarta-feira, e uma multidão se aglomerou no entorno para homenagear o líder socialista.

Reuters

06 de março de 2013 | 12h54

Soldados colocaram o caixão coberto com uma bandeira da Venezuela em um carro, de onde partiu para um cortejo fúnebre até a Academia Militar de Caracas, onde será velado.

"Chávez ao panteão!", gritavam seus partidários, referindo-se ao mausoléu que ele construiu para abrigar os restos do herói da independência Simón Bolívar.

Muitas pessoas choravam e aplaudiam, segurando fotos de Chávez, na despedida.

Autoridades ainda não falaram onde Chávez será enterrado depois de seu funeral de Estado, na sexta-feira.

Chávez morreu na terça-feira, aos 58 anos, após uma batalha de quase dois anos contra o câncer.

Tudo o que sabemos sobre:
VENEZUELACAIXAOCHAVEZMULTIDAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.