Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Calderón e Sarkozy conversam sobre reféns das Farc

Entre os seqüestrados está a franco-colombiana Ingrid Betancourt, ex-candidata presidencial da Colômbia

Efe,

19 de dezembro de 2007 | 03h59

Os presidentes do México, Felipe Calderón, e da França, Nicolas Sarkozy, conversaram por telefone sobre diversos temas, entre eles o dos reféns das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), disse uma fonte oficial. Veja também:Colômbia pede que Chávez não ofenda UribeChávez diz acreditar na libertação de reféns e critica UribeFarc estão próximas de soltar até três reféns, diz CubaMãe volta a pedir libertação de Ingrid Uribe acusa político dos EUA por falta de acordo "Os presidentes Calderón e Sarkozy decidiram manter comunicação sobre este importante assunto, do interesse da comunidade internacional, em estreita coordenação com o governo da Colômbia", disse um comunicado da Presidência. As Farc mantêm em cativeiro mais de mil pessoas, 45 das quais pretendem trocar por cerca de 500 guerrilheiros presos. Entre os seqüestrados está a franco-colombiana Ingrid Betancourt, ex-candidata presidencial. Calderón expressou "a total disposição do governo do México para acompanhar os esforços da Colômbia e da comunidade internacional em favor da imediata libertação destas pessoas como um ato humanitário". O presidente francês aceitou o convite para visitar o México feito por Felipe Calderón. Será a primeira visita oficial dele ao país. O seu antecessor, Jacques Chirac, esteve no país em 1998, 2002 e 2004.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.