Candidato de esquerda à Presidência do México sobe em pesquisa

O candidato presidencial de esquerda no México Andrés Manuel López Obrador subiu para o segundo lugar na mais recente pesquisa do jornal El Universal. O candidato líder nas pesquisas, Enrique Peña Nieto, no entanto, mantém uma grande vantagem.

REUTERS

14 Maio 2012 | 15h53

A sete semanas da eleição de 1º de julho, López Obrador subiu 2,9 pontos percentuais, para 24,8 por cento, na mais recente pesquisa eleitoral feita pela empresa Buendia & Laredo para o jornal El Universal.

Josefina Vázquez Mota, do Partido Ação Nacional (PAN), do presidente Felipe Calderón, caiu 4,5 pontos, para 23,1 por cento.

Ambos permanecem distantes de Peña Nieto, o candidato de oposição do Partido Revolucionário Institucional (PRI), que subiu meio ponto percentual para ficar com 49,6 por cento.

A pesquisa do El Universal foi feita depois do primeiro debate televisionado, ocorrido há uma semana, onde López Obrador pode ter ganhado espaço após ter dito que Peña Nieto era uma criação da transmissora de televisão Televisa e uma ferramenta de políticos mais velho corruptos do PRI.

A mais recente sondagem do El Universal foi feita entre 7 e 10 de maio e pesquisou mil eleitores. Ela te uma margem de erro de 3,5 pontos percentuais, informou o jornal.

Mais conteúdo sobre:
MEXICOELEICAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.