Candidato, irmão de Chávez denuncia problemas em eleição

Político disse que seu pai anulou o voto ao perceber que a foto na cédula de votação não era a de seu filho

EFE,

23 de novembro de 2008 | 17h18

Adán Chávez, irmão mais velho do presidente da Venezuela e candidato a governador do estado de Barinas, disse que o pai deles e atual governador, Hugo dos Reis Chávez, anulou seu voto neste domingo. Segundo o político, na cédula impressa pela máquina de votação aparecia um candidato que não era seu filho. Adán Chávez concorre à sucessão de seu pai, há oito anos no governo do estado de Barinas, cidade-natal da família. "Estamos todos muito contentes (...), salvo pequenos inconvenientes técnicos que já estão sendo resolvidos", declarou Adán Chávez aos jornalistas. Segundo ele, alguns eleitores denunciaram que na cédula impressa pelas máquinas de votação, que deve ser depositada na urna, aparecem nomes de outros candidatos. Durante a campanha eleitoral, o presidente Hugo Chávez incluiu Barinas em uma maratona de apoio aos candidatos do Governo, diante da perspectiva de uma possível derrota. O Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV) dos Chávez espera ainda tomar os sete governos atualmente em poder da oposição, que venceu as eleições de 2004 em dois estados - Zulia e Nova Esparta -, e contou com outros cinco governadores que se desvincularam do chavismo, após terem sido eleitos como candidatos ao governo.

Tudo o que sabemos sobre:
ChávezVenezuela

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.