Candidatos do PCC de Uribe e da oposição iriam a 2º turno na Colômbia

De acordo com pesquisa, Santos, do Partido Social da Unidade Nacional, teria vantagem sobre Sanín

24 de março de 2010 | 23h05

Efe

 

BOGOTÁ- Os ex-ministros Juan Manuel Santos e Noemi Sanín iriam ao segundo turno pela presidência da Colômbia, e o primeiro candidato teria uma ligeira vantagem sobre a segunda, de acordo com uma pesquisa divulgada nesta quarta-feira, 24.

 

A primeira sondagem após as eleições legislativas de 14 de março concede ao ex-ministro de Defesa uma vantagem de quase dez pontos sobre a ex-chanceler na Espanha e Reino Unido.

 

Santos, do Partido Social da Unidade Nacional obteria no primeiro turno, segundo a pesquisa, 34,2% dos votos, e Sanín, candidata oficial do Partido Conservador Colombiano (PCC), 23,3%.

 

Em terceiro lugar, entre dez candidatos, ficaria o ex-prefeito de Bogotá, Antanas Mockus, com 10% da preferência dos eleitores.

 

A pesquisa, feita a nível nacional, sinaliza que nenhum candidato ganharia no primeiro turno, que será disputado em 30 de maio, e que haveria empate técnico no segundo turno, previsto para 20 de junho.

 

A sondagem foi feita pela empresa Invamer-Gallup a pedido da Caracol Televisión e Caracol Rádio e os jornais El Colombiano, La República, El Espectador, El Heraldo, El Liberal, El País, El Universal, Vanguardia Liberal, La Patria, La opinión, La Tarde e El Nuevo Día.

 

Foram consultadas 1.200 pessoas nas principais cidades colombianas e a pesquisa tem uma margem de erro de 3,3%.

 

O ganhador das eleições governará a Colômbia por um período de quatro anos, desde 7 de agosto.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõespresidênciaÁlvaro Uribe

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.