Capriles desafia Maduro com comício em reduto do governo em Caracas

O candidato de oposição à Presidência da Venezuela Henrique Capriles convocou neste domingo milhares de seguidores para comício em um reduto histórico chavista, no centro de Caracas, desafiando o presidente da Venezuela e também candidato, Nicolás Maduro, a apenas uma semana das eleições.

EYANIR CHINEA E DIEGO ORE, Reuters

07 de abril de 2013 | 16h15

A avenida Bolivar, no centro da capital, que normalmente é tomada pelo vermelho usado por seguidores do presidente morto Hugo Chávez, ficou abarrotada de opositores que vestiam amarelo, azul e vermelho, cores da bandeira venezuelana.

Milhares de venezuelanos chegavam de diversos pontos da capital para reunir-se com o candidato, que no próximo domingo vai disputar a Presidência pela segunda vez em seis meses, depois da morte de Chávez, que lutou durante dois anos contra um câncer originado na pelvis.

"Como vai a (avenida) Bolivar? Me dizem que são milhares e milhares caminhando pelas ruas de nossa Caracas. Bravo! Somos milhões e no (dia) 14 ganharemos", escreveu Capriles, governador de Miranda, o segundo Estado com maior populoso do país, em sua conta no Twitter.

Apesar do otimismo, no entanto, o político de 40 anos aparece na maioria das pesquisas, ao menos, 10 pontos percentuais abaixo de Maduro.

Maduro, designado pelo próprio Chávez como seu sucessor, tenta se mostrar similar ao seu padrinho e propõe seguir guiando a Venezuela pelo caminho do socialismo do século 21 com grande controle estatal sobre a economia.

Capriles, de seu lado, defende um governo que diz ser inspirado no do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que em dois mandatos retirou 20 milhões da pobreza.

Os venezuelanos vão às urnas no próximo domingo.

Tudo o que sabemos sobre:
VENEZUELACAPRILESCOMICIO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.