Cartel mexicano decapita homem no estado de Michoacan

Luta entre gangues do narcotráfico já deixou 17 mil mortos no México desde o final de 2006

Associated Press,

27 de janeiro de 2010 | 23h23

Autoridades mexicanas acharam nesta quarta-feira, 27, a cabeça de um homem em uma comunidade do estado ocidental de Michoacan, de acordo com a Procuradoria do estado.

 

Informações da Procuradoria local indicaram que a cabeça foi encontrada em uma praça pública da comunidade de Quiroga junto a uma mensagem de apoio ao cartel de drogas La Familia, que tem como principal cinturão o estado de Michoacan.

 

Um corpo decapitado foi localizado horas depois a cerca de 100 km de onde estava a cabeça. Exames estão sendo feitos para determinar se as partes encontradas pertencem à mesma pessoa.

 

O cartel La Família é um dos responsáveis pela violência que afeta várias zonas do país, incluindo Michoacán, a mais de 200 km a oeste da cidade do México.

 

Uma luta entre cartéis rivais pelo controle do multibilionário negócio das drogas no México e Estados Unidos já matou 17 mil pessoas desde que o presidente Felipe Calderón lançou uma ofensiva contra o narcotráfico, no final de 2006.

 

Investidores e autoridades dos EUA estão cada vez mais preocupados com a hipótese de que a violência esteja superando a capacidade dos 49 mil soldados mobilizados por Calderón para enfrentar o tráfico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.