Castristas interrompem apresentação de livro de dissidente cubana

Partidários de Fidel insultaram a médica Hilda Molina enquanto ela falava sobre sua autobiografia

23 de abril de 2010 | 23h02

Partidários de Cuba interrompem coletiva de imprensa de Hilda Molina em Buenos Aires

 

Efe

 

BUENOS AIRES- A médica e dissidente cubana Hilda Molina teve de interromper nesta sexta-feira, 23, a apresentação de sua autobiografia Minha Verdade na Feira do Livro de Buenos Aires por causa de protestos de militantes e estudantes a favor de Fidel Castro.

 

Molina expôs detalhes de sua autobiografia em uma sala da feira durante meia hora, até a chegada de militantes do Movimento Argentino de Solidariedade com Cuba e estudantes da Universidade de Buenos Aires que começaram a gritar insultos à médica.

 

"Assim são as manifestações de repúdio aos que pensam diferente de Cuba: pegam, gritam, insultam", exclamou Molina antes de se retirar com seus acompanhantes sob custódia policial por uma porta lateral da sala.

 

Antes de sair, a dissidente pediu que se reze "uma oração para as Damas de Branco", mulheres familiares de um grupo de opositores preso em uma onda de detenções em 2003.

 

Os gritos de apoio a Castro e ao governo cubano foram respondidos por um pequeno grupo de dissidentes cubanos.

 

Hilda Molina, de 66 anos, relata em seu livro como se desencantou com a revolução liderada em 1959 por Fidel Castro e menciona sua peculiar relação com o líder cubano.

 

Na sua autobiografia, a médica sugere que Castro chegou a sentir por ela algo mais que uma mera admiração profissional, ainda que destaque que o líder cubano jamais faltou ao respeito com ela.

 

Ao cabo de 15 anos de pedidos insistentes, Hilda foi autorizada a sair de Cuba em 2009, um ano depois de o governo de Havana permitir que sua mãe, de 90 anos, viajasse a Buenos Aires.

 

Molina tem se concentrado em cuidar de sua mãe e reconhece que seu sonho é regressar a Cuba para voltar a exercer sua profissão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.