Catorze corpos desmembrados são encontrados no norte do México

Catorze corpos desmembrados foram encontrados em um caminhão no centro de uma cidade no norte do México, na quinta-feira, no que parece ser a mais recente atrocidade cometida por gangues rivais que se confrontam por rotas do tráfico de drogas, afirmou a mídia local.

REUTERS

08 de junho de 2012 | 09h49

Os corpos de 11 homens e três mulheres foram descobertos em Ciudad Mante, cidade onde se cultiva cana de açúcar no sul do Estado de Tamaulipas, que faz fronteira com o Texas, informou o site do jornal Milenio.

Autoridades da promotoria-geral do Estado não puderam confirmar imediatamente a informação. Tamaulipas tem sido uma das áreas mais sangrentas da guerra do narcotráfico no México.

Mais de 55 mil pessoas foram mortas no conflito desde que o presidente Felipe Calderón enviou o Exército para combater gangues envolvidas com drogas, após assumir o gabinete em dezembro de 2006.

O governo culpa as "guerrilhas" entre a gangue brutal Zeta, fundada por desertores do Exército, e pelo cartel Sinaloa, de Joaquin "Shorty" Guzman, o homem mais procurado do México, pela escalada dos assassinatos nas últimas semanas.

Assassinos suspeitos de serem de cartéis de drogas jogaram 49 corpos decapitados e desmembrados em uma rodovia perto da cidade de Monterrey, no norte, em maio. Dias antes, 18 corpos mutilados foram encontrados perto da segunda maior cidade do México, Guadalajara.

No começo de maio, corpos de nove pessoas foram pendurados em uma ponte e outras 14 vítimas desmembradas foram descobertas na cidade de Nuevo Laredo, também no Estado de Tamaulipas, e apenas do outro lado da fronteira com Laredo, no Texas.

(Reportagem de Michael O'Boyle)

Tudo o que sabemos sobre:
MEXICOCORPOSDESMEMBRADOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.